Indicada para várias áreas de transtornos emocionais, como depressão, transtornos de ansiedade (fobias, pânico, hipocondria, transtorno obsessivo-compulsivo), dependência química, transtornos alimentares, dificuldades interpessoais (terapia de casal e de família), transtornos psiquiátricos.

TERAPIA COGNITIVA-COMPORTAMENTAL

O QUE É?
QUANTO TEMPO?
COMO FUNCIONA?

A Terapia Cognitiva surgiu na década de 1950 na Philadelphia, sendo o  o Dr. Beck, Professor de Psiquiatria da Universidade da Pennsylvania,o responsável por conduzir estudos empíricos para comprovar princípios psicanalíticos.

O resultado desses estudos foi um novo sistema de psicoterapia, que se baseia na hipótese de vulnerabilidade cognitiva como um modelo de transtorno emocional.

Isso é, não é o evento em si que causa sofrimento e sim nossa representação interna e externa do ocorrido que determinam nossas respostas emocionais e comportamentais e essas respostas que por vezes não representam a situação real, se transformam em um transtorno emocional que causa grande sofrimento tanto para si quanto para os que convivem conosco.

Essa terapia age diretamente na forma de pensar de seus pacientes, promovendo mudanças nas emoções e comportamentos que as acompanham. Ao longo do processo terapêutico, paciente e terapeuta desenvolvem uma relação colaborativa objetivando não apenas a resolução dos problemas imediatos, mas, através da reestruturação cognitiva, dar ferramentas ao paciete para processar e responder ao real de forma funcional, eliminando assim o sofrimento.

Cada paciente é único, porém essa é uma forma de terapia curta, com resultados comprovados em poucas sessões, fazendo com que o paciente saia rapidamente da crise e possa contar com novas ferraments para enfrentar o dia a dia.

PARA QUEM É INDICADO?